8 de dez de 2011

*

Há tantas coisas lá fora para fotografar...
Não para registro, senão para que elas se imprimam em mim.
E tenho essa fome de tudo que não sei. Não sei muito.
E gosto do chão que se desfaz, logo antes de ser.